Browse images and videos on Instagram. Find out Most Popular Hashtags and Users.Picgra
  1. Homepage
  2. analisedocomportamentoaplicada

#analisedocomportamentoaplicada hashtag

Posts attached with hashtag: #analisedocomportamentoaplicada

Advertisement

Mais Que Especial (@maisqueespecialblog) Instagram Profile Photomaisqueespecialblog

Mais Que Especial

 image by Mais Que Especial (@maisqueespecialblog) with caption : "#Repost @stepsterapia with @get_repost
・・・
O artigo "Ileal-lymphoid-nodular hyperplasia, non-specific colitis, and perva" - 1982669122420496212
ReportShareDownload09

@stepsterapia with @get_repost ・・・ O artigo "Ileal-lymphoid-nodular hyperplasia, non-specific colitis, and pervasive developmental disorder in children" publicado em 1998 por Wakefield e colaboradores foi retratado (excluído) em 2010 acusado de fraude pois alguns dos resultados estavam incorretos e contrários aos achados de outras pesquisas. Até lá muito se discutiu sobre vacinas (principalmente a tríplice viral - sarampo, caxumba e rubéola) causarem TEA com base nesse estudo. Muitas famílias deixaram de vacinar os seus filhos nos EUA e em todo o mundo. Entretanto, pesquisas posteriores como DeStefano e Chen (1999), Jain et al (2015), Dudley (2018), Rao e Andrade (2011), não encontraram associação no aumento do risco de TEA por conta da vacinação. A Academia Nacional de Medicina dos EUA (2012) concluiu que VACINAS NÃO CAUSAM AUTISMO. É importante salientar que o ECA (Lei nº 8.069/1990) torna obrigatória a vacinação das crianças nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias seguindo o Programa Nacional de Vacinação. Jain, A..; Marshall, J.; Buikema, A. et al. (2015). Autism Occurrence by MMR Vaccine Status Among US Children With Older Siblings With and Without Autism. JAMA, 313(15):1534-1540. DeStefano F, Chen RT. (1999). Negative association between MMR and autism. Lancet.;353:1987–8. Dudley M.Z. et al. (2018) Do Vaccines Cause Autism?. In: The Clinician’s Vaccine Safety Resource Guide. Springer, Cham Institute of Medicine, in Adverse Effects of Vaccines: Evidence and Causality, K. Stratton, et al., Editors. 2012, National Academies Press (US): Washington (DC). Rao, T. S. S. & Andrade, C. (2011). The MMR vaccine and autism: Sensation, refutation, retraction, and fraud. Indian J Psychiatry. 2011 Apr-Jun; 53(2): 95–96. Wakefield A, et al. (1998). RETRACTED:—Ileal-lymphoid-nodular hyperplasia, non-specific colitis, and pervasive developmental disorder in children. Lancet.; 351(9103): 637-641. aplicada

Advertisement

Casulo Comportamento & Saúde (@casulocs) Instagram Profile Photocasulocs

Casulo Comportamento & Saúde

 Instagram Image by Casulo Comportamento & Saúde (@casulocs) with caption : "Fernanda Vieira Mappa é Psiquiatra Geral pelo IMPP-RJ, Psiquiatra da Infância e Adolescência pelo IMPP-RJ, médica Psiqui" at Casulo Comportamento e Saúde - 1982662550517741098

Fernanda Vieira Mappa é Psiquiatra Geral pelo IMPP-RJ, Psiquiatra da Infância e Adolescência pelo IMPP-RJ, médica Psiquiatra Analista CEFT/GEAF/SESA e presidente da ABENEPI/ES. Fernanda fala no II Simpósio Norte Capixaba: Autismo - Diagnóstico e Tratamento sobre Tratamento dos Sintomas do Autismo: quando é hora de medicação? Inscrições pelo e-mail simposioautismocasulo@gmail.com ou pelo telefone/whatsapp 27 99888 8014 Vagas limitadas! #AnalisedoComportamentoAplicada

Advertisement

Steps Terapia (@stepsterapia) Instagram Profile Photostepsterapia

Steps Terapia

 Instagram Image by Steps Terapia (@stepsterapia) with caption : "O artigo "Ileal-lymphoid-nodular hyperplasia, non-specific colitis, and pervasive developmental disorder in children" pu" at Steps - Terapia e Pesquisa Comportamental - 1982649513059372884

O artigo "Ileal-lymphoid-nodular hyperplasia, non-specific colitis, and pervasive developmental disorder in children" publicado em 1998 por Wakefield e colaboradores foi retratado (excluído) em 2010 acusado de fraude pois alguns dos resultados estavam incorretos e contrários aos achados de outras pesquisas. Até lá muito se discutiu sobre vacinas (principalmente a tríplice viral - sarampo, caxumba e rubéola) causarem TEA com base nesse estudo. Muitas famílias deixaram de vacinar os seus filhos nos EUA e em todo o mundo. Entretanto, pesquisas posteriores como DeStefano e Chen (1999), Jain et al (2015), Dudley (2018), Rao e Andrade (2011), não encontraram associação no aumento do risco de TEA por conta da vacinação. A Academia Nacional de Medicina dos EUA (2012) concluiu que VACINAS NÃO CAUSAM AUTISMO. É importante salientar que o ECA (Lei nº 8.069/1990) torna obrigatória a vacinação das crianças nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias seguindo o Programa Nacional de Vacinação. Jain, A..; Marshall, J.; Buikema, A. et al. (2015). Autism Occurrence by MMR Vaccine Status Among US Children With Older Siblings With and Without Autism. JAMA, 313(15):1534-1540. DeStefano F, Chen RT. (1999). Negative association between MMR and autism. Lancet.;353:1987–8. Dudley M.Z. et al. (2018) Do Vaccines Cause Autism?. In: The Clinician’s Vaccine Safety Resource Guide. Springer, Cham Institute of Medicine, in Adverse Effects of Vaccines: Evidence and Causality, K. Stratton, et al., Editors. 2012, National Academies Press (US): Washington (DC). Rao, T. S. S. & Andrade, C. (2011). The MMR vaccine and autism: Sensation, refutation, retraction, and fraud. Indian J Psychiatry. 2011 Apr-Jun; 53(2): 95–96. Wakefield A, et al. (1998). RETRACTED:—Ileal-lymphoid-nodular hyperplasia, non-specific colitis, and pervasive developmental disorder in children. Lancet.; 351(9103): 637-641. aplicada

Psicóloga Infantil & Parental (@dra.fernanda.sa) Instagram Profile Photodra.fernanda.sa

Psicóloga Infantil & Parental

ReportShareDownload573

Elaborei uma playlist (link na BIO) sobre os efeitos da educação punitiva. E no primeiro vídeo senti a necessidade de falar, para as famílias, da gravidade das “práticas” punitivas na criação dos filhos. Em Meus trabalhos, seja na Assistência social ou em orientações parentais, acompanho famílias que fazem uso constantemente de castigos físicos e psicológicos. Alguns pais se sentem culpados, ou dizem não conhecer outra forma de “disciplinar” e buscam ajuda. Outros fazem uso por negligência mesmo e alguns para manter sua autoridade (dizem que criança precisa apanhar mesmo)...e o que mais me assusta nessas famílias é a banalização dessa forma de tratar uma criança, como se não houvesse consequências. Estamos em pleno século 21, era da informação, no qual temos acesso a estudos e pesquisas de qualidade sobre educação respeitosa, participativa e afetiva. Mesmo assim falamos de castigos como se fosse a primeira e única opção pra colocar regras e limites na educação de uma criança. Mas não é!!! E o contrário disso, como a maioria crê não é ser permissivo e sim responsável pelo bem estar, autonomia e educação de sua criança. “Art. 18-A. A criança e o adolescente têm o direito de ser educados e cuidados sem o uso de castigo físico ou de tratamento cruel ou degradante, como formas de correção, disciplina, educação ou qualquer outro pretexto, pelos pais, pelos integrantes da família ampliada, pelos responsáveis, pelos agentes públicos executores de medidas socioeducativas ou por qualquer pessoa encarregada de cuidar deles, tratá-los, educá-los ou protegê-los.” Art. 1o A Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente) #aplicada

Casulo Comportamento & Saúde (@casulocs) Instagram Profile Photocasulocs

Casulo Comportamento & Saúde

 Instagram Image by Casulo Comportamento & Saúde (@casulocs) with caption : "Kely Maria Pereira de Paula é Doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), professora do De" at Casulo Comportamento e Saúde - 1982283627263135168

Kely Maria Pereira de Paula é Doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), professora do Departamento de Psicologia Social e do Desenvolvimento (Associado I), integrando o Programa de Pós Graduação em Psicologia da UFES. É líder do grupo Processos Psicológicos e Saúde (UFES) e membro do grupo Pesquisas em Psicologia Pediátrica, ambos do Diretório do CNPq. Kely fala no II Simpósio Norte Capixaba: Autismo - Diagnóstico e Tratamento sobre A Importância da Autorregulação para o Desenvolvimento de Crianças e Adolescentes. Inscrições pelo e-mail simposioautismocasulo@gmail.com ou pelo telefone/whatsapp 27 99888 8014 Vagas limitadas! #AnalisedoComportamentoAplicada

Stimulus Materiais de Ensino (@stimulusaba) Instagram Profile Photostimulusaba

Stimulus Materiais de Ensino

 image by Stimulus Materiais de Ensino (@stimulusaba) with caption : "As Cartas de Conversação Histórias Curtas servem para desenvolver o repertório de interpretação de texto e responder per" - 1982077170775866121
ReportShareDownload029

As Cartas de Conversação Histórias Curtas servem para desenvolver o repertório de interpretação de texto e responder perguntas simples sobre narrativas curtas. Cada carta possui uma imagem ilustrativa da história, uma narrativa e três perguntas de compreensão. As histórias seguem uma hierarquia de dificuldade e também incluem ideias de jogos. Para adquirir, acesse: stimulusaba.com.br/site/⠀ ⠀ 💙⠀ #analisedocomportamentoaplicada

Grupo Conduzir (@grupo_conduzir) Instagram Profile Photogrupo_conduzir

Grupo Conduzir

ReportShareDownload5117

► Vídeo: https://youtu.be/2o8qh7MqHmI . . . ► Site: http://www.grupoconduzir.com.br/ ► Blog: http://www.grupoconduzir.com.br/blog/ ► Facebook: https://www.facebook.com/GrupoConduzir/ ► E-mail: contato@grupoconduzir.com.br ► Telefone: (19) 3387.8162 / (19) 9.9688.2902 . . . #AnalisedoComportamentoAplicada

Nágila Azevedo (@nagilazevedo) Instagram Profile Photonagilazevedo

Nágila Azevedo

 Instagram Image by Nágila Azevedo (@nagilazevedo) with caption : "Vem aí o segundo módulo do Curso ABA em Parnaíba-Pi. 🧩Se você já fez o módulo introdutório corra pra garantir sua vaga n" at Parnaíba - 1982058462225407651
Parnaíba ReportShareDownload015

Vem aí o segundo módulo do Curso ABA em Parnaíba-Pi. 🧩Se você já fez o módulo introdutório corra pra garantir sua vaga no módulo intermediário🧩 #analisedocomportamentoaplicada