Browse images and videos on Instagram. Find out Most Popular Hashtags and Users.Picgra
  1. Homepage
  2. hipertexto

#hipertexto photos and videos on Instagram

Medias attached with hashtag: #hipertexto on Instagram

Alexandre Pereira (Alex) (@alexpereiramh) Instagram Profile Photoalexpereiramh

Alexandre Pereira (Alex)

 image by Alexandre Pereira (Alex) (@alexpereiramh) with caption : "Reúna pessoas que amam Jornalismo e tecnologias, pronto. 
#GEPPJM #GrupoDeEstudos #Webjornalismo #Hipertexto #MidiasDigi" - 1955514475176286723
ReportShareDownload029

Reúna pessoas que amam Jornalismo e tecnologias, pronto. #Hipertexto

tu espacio tecnológico (@tet_507) Instagram Profile Phototet_507

tu espacio tecnológico

 image by tu espacio tecnológico (@tet_507) with caption : "El #hipertexto no está limitado a datos textuales, se pueden encontrar dibujos del elemento especificado o especializado" - 1943183672070263387
ReportShareDownload03

El #hipertexto no está limitado a datos textuales, se pueden encontrar dibujos del elemento especificado o especializado, sonido o vídeo referido al tema.

HiperTexto (@hipeertexto) Instagram Profile Photohipeertexto

HiperTexto

 image by HiperTexto (@hipeertexto) with caption : "#hipertexto 
#feliznatal
#feliz2019🎆" - 1941579194089883323
ReportShareDownload037

#hipertexto 🎆

Isabella Atayde Henrique (@relacao.ruina) Instagram Profile Photorelacao.ruina

Isabella Atayde Henrique

 Instagram Image by Isabella Atayde Henrique (@relacao.ruina) with caption : "Perspectiva. Caminho pelo centro e me questiono. Já que em cada vida existe um centro e suas margens, onde fica o umbigo" at Brasília, Brazil - 1935124196146602564

Perspectiva. Caminho pelo centro e me questiono. Já que em cada vida existe um centro e suas margens, onde fica o umbigo do mundo? Por ali dizem centro da cidade, cada margem fazendo seu centro, que desconheço e já admiro. Tudo que des-vejo por distraimento, por enMimesmada não expandir minhas margens. Sol a pino, ferve a alma, cada gota de suor percorre o corpo, mostrando vida em ebulição. E ainda nem é verão. Apenas meus olhos movem-se, querendo provar atenção. Não percebo nem um porcento do todo ao redor. E já vejo tanto. Que grandeza possui essa trivialidade das margens alheias ao meu centro. Mãos produtivas, pés plantados nos seus mais íntimos sonhos e a vida passando, milagrosa e breve. Carros velozes zarpam, sinto a urgência dos relógios do mundo. O calor não cessa, minha alma escorre na balbúrdia da condução. Cantarolo uma canção antiga e marco-a com os pés, clamo a paz que se atrasa, sempre um pouco menos que nós. Teu centro tão distante… Minha alegria bruta rebate nossa ausência e encontra nas margens de outros centros a inspiração que implora acolhida em dias insignificantes. Ainda 2018 #hipertexto

Isabella Atayde Henrique (@relacao.ruina) Instagram Profile Photorelacao.ruina

Isabella Atayde Henrique

 Instagram Image by Isabella Atayde Henrique (@relacao.ruina) with caption : "Por outras vias onde também construíram-se meus afetos, ainda que friamente mal calculados. Digo, assim, como se nada fo" at Brasília, Brazil - 1932721297135426674

Por outras vias onde também construíram-se meus afetos, ainda que friamente mal calculados. Digo, assim, como se nada fossem, porque parecia que eram responsáveis por si mesmos e eu não carregava suas agruras. Se esperteza fosse meu forte, sem dúvidas voaria. Mas reles humana, me conformo com não voar, nem decifrar seres ardilosos. Percorrendo o mundo tortuoso dos sentimentos, continuo sentindo sem entender. Sendo atravessada e estranhando, sem denominar. Achando que as palavras se ausentam por meras levianas. Me esquivando de toda e qualquer responsabilidade dessa completa falta de inconsciência. Tudo o que não sei, não ouso dizer. E o que sei é tão pouco que não vale sequer articulação semântica. Em um tempo, supus que essa comunicação podia dar-se sem tamanha sofreguidão. Mas falta-me astúcia para reaprender o trivial. Sim e não, não e sim. Assim, se sim fosse sim e não fosse não, o talvez animaria em aceitar-se dispensável. Por ser útil nas situações mais embaraçosas, afirma-se mais que o tato, um tanto mais concreto, corajoso e cuidadoso. Talvez seja essa falta de tato com os sentidos que embaralha meus afetos. Aturdidos, se espraiam onde minha vista alcançou, mas não ficou. E lá abandonados, não encontram meio de voltar. Entre becos e ruelas, aguardam, às vezes com impaciência, meu resgate. Esqueceram-se, apenas, que em um dia de muita algazarra entre o Tempo e a memória, os mapas dos meus descaminhos foram lançados ao vento e se perderam dançando no ar. Ainda 2018 #hipertexto

Elle PinUp Pretty Girl (@pinupgirl_elle) Instagram Profile Photopinupgirl_elle

Elle PinUp Pretty Girl

 image by Elle PinUp Pretty Girl (@pinupgirl_elle) with caption : "2018/12/09 http://t.me/thedayin The day in the History.
#ENGLISH
1968 - #Douglas #Engelbart gave what became known as "T" - 1930030986805341361
ReportShareDownload015

2018/12/09 http://t.me/thedayin The day in the History. 1968 - gave what became known as "The Mother of All Demos", publicly debuting the , , and the bit-mapped graphical using the oN-Line System (NLS). ---------------- 1968 - Douglas Engelbart dio lo que se conoció como "La madre de todas las demostraciones", debutando públicamente con el de la , el #hipertexto y la de usuario de de bits utilizando el sistema oN-Line (NLS).

Zayr Claudio (@zayrclaudio) Instagram Profile Photozayrclaudio

Zayr Claudio

ReportShareDownload521

Lendo Hannah Arendt, Zayr? Não! Infelizmente, ainda não. Isso é apenas uma "redução" do que acontece com a realidade do conceito de hipertexto. Isto é, nas andanças da intertextualidade e dos textos em foco, você acaba caminhando por enes realidades textuais, desde um texto lido com um foco qualquer, passando a outro hiperlinkado intertextualmente àquele, mas, sobretudo, subjacente aos acontecimentos do mundo hodierno e você tem que voltar... E assim, nos faz andar e voltar um pouco mais livre ao texto focado. #hipertexto